Friday, June 29, 2007

Casamentos religiosos

Não tenho nada contra o casamento religioso em si, mas acho que o Estado deu um passo na direcção contrária àquela que seria aconselhável para um Estado laico. Efectivamente a República Portuguesa não tem nada a ver com a maneira como as pessoas vivem dentro de casa, a não ser para efeitos fiscais, portanto, uma declaração de co-habitação, ou de economia comum deveria ser suficiente do ponto de vista civil, podendo as pessoas casar-se depois segundo o rito que mais lhes agrade, e que até pode ser nenhum.

1 comment:

Carlos Esperança said...

Completamente de acordo.